© Não reproduza sem a autorização do autor

  • Arthur Ituassu

Capital busca oportunidades em mídia digital na AL


Segundo o blog Media Shift (PBS), investidores estão atrás de startups de rápido crescimento e com potencial de internacionalização no continente.

Investidores estão à procura de startups de mídia

digital na América Latina. Pelo menos é o que afirma o consultor James Breiner, especialista em jornalismo digital e professor visitante de comunicação e arte

digital no centro Tecnológico de Monterrey, no México. Recentemente, Breiner passou duas semanas na Nxtplabs, incubadora argentina de companhias digitais, dando treinamento a três equipes com a chancela do International Center for Journalists.

Segundo o autor, em texto publicado no blog Media Shift: Your Guide to The Digital Media Revolution, editado por Mark Glaser e ligado à rede norte-americana PBS (Public Broadcast System), empreendimentos de mídia digital apresentam enorme potencial na América Latina devido a uma crescente demanda por conteúdo na região que não consegue ser satisfeita pelas empresas tradicionais do ramo. Enquanto as grandes organizações midiáticas estariam respondendo à perda de audiência e de anúncios com cortes de pessoal e conteúdo, pequenas companhias podem se posicionar para ocupar este espaço. Além disso, como normalmente os fundadores dessas pequenas companhias de mídia digital são nativos digitais, eles reconhecem mais rapidamente as vantagens das novas ferramentas e se adaptam em uma velocidade muito maior.

"Empreendedores têm uma enorme oportunidade para avançar mais rapidamente que as grandes coorporações nessas novas tendências digitais" afirma, no texto, Francisco Coronel, presidente e co-fundador da Nxtplabs, em Buenos Aires. "Este é um novo mercado que deve gerar crescimente exponencial. Produtos impressos têm alcance limitado, enquanto publicações digitais têm alcance ilimitado. Isso cria uma mudança de paradigma no modelo de negócios para o jornalismo", completou.

Soma-se a tudo isso, segundo Breiner, o enorme crescimento do acesso à internet na América Latina, especialmente via celular, e o aumento recente de renda na região. Mas, como também afirma o autor, empreendimentos desse tipo demandam muito trabalho e nenhuma garantia de sucesso. Enquanto a taxa de retorno de investimentos feitos em novas companhias de mídias digitais pode alcançar até 1000%, o índice de mortalidade das startups é alto, em torno de 80%.

Leia o texto de James Breiner no Media Shift.

#internet #mídia #mídiadigital #jornalismo #webjornalismo