Do Blog

Please reload

© Não reproduza sem a autorização do autor

De Donald Trump a Jair Bolsonaro

29/05/2019

Democracia e comunicação política nas eleições de 2016, nos Estados Unidos, e de 2018, no Brasil. Artigo de Arthur Ituassu, Sérgio Lifschitz, Letícia Capone e Vivian Mannheimer publicado nos Anais do 8o Congresso da Associação Brasileira de Pesquisadores em Comunicação e Política (COMPOLÍTICA).

 

Este artigo tem como objetivo refletir sobre possíveis impactos da comunicação política digital para a democracia, a partir das eleições presidenciais de 2016, nos Estados Unidos, e de 2018, no Brasil, a partir das noções de "americanização", "modernização" e "hipermidiatização" das campanhas. Foram selecionados e analisados, por pelo menos três pesquisadores, mais de 300 documentos, além de bibliografias sobre as práticas digitais das campanhas de Donald Trump e Jair Bolsonaro, na busca de indícios de desinformação, notícias falsas, utilização de robôs, big data, influência externa e estratégia de mídias sociais em geral. Ao fim, sugerimos como hipóteses para futuros estudos: 1) a noção de "hipermediatização" das campanhas (HOWARD, 2006) como paradigma de entendimento dos processos de comunicação política digital nos contextos eleitorais contemporâneos; e 2) a ideia de "eclipse do público" (DEWEY, 2012[1927]) para avaliar problemas potenciais gerados pela fragmentação da comunicação desenvolvida com mini-públicos específicos.

 

ITUASSU, A. LIFSCHITZ, S.; CAPONE, L.; MANNHEIMER, V. De Donald Trump a Jair Bolsonaro: democracia e comunicação política nas eleições de 2016, nos Estados Unidos, e de 2018 no Brasil. In: Anais do 8o Congresso da Associação Brasileira de Pesquisadores em Comunicação e Política. Brasília, 2019.

Please reload