• Arthur Ituassu

Cultura e representação, de Stuart Hall


Com alegria compartilho o lançamento de Cultura e representação, de Stuart Hall, com organização, apresentação e revisão técnica de minha autoria. Publicado pelas editoras Apicuri e PUC-Rio, o livro traz as traduções de "The Work of Representation" (O papel da representação) e "The Spectacle of the Other" (O espetáculo do outro), mais a Introdução feita pelo autor para Representation: Cultural Representation and Signifying Practices (Sage & Open University, 1997). Honrosamente, o livro traz também texto de orelha do Professor Renato Cordeiro Gomes, do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da PUC-Rio. Segue abaixo o Sumário, de Cultura e representação, que já pode ser adquirido na Travessa ou na Cultura.

Sumário

APRESENTAÇÃO - HALL, COMUNICAÇÃO E A POLÍTICA DO REAL

Arthur Ituassu

INTRODUÇÃO

Stuart Hall

CAPÍTULO 1 - O PAPEL DA REPRESENTAÇÃO

1. Representação, sentido e linguagem

1.1 Produzindo significados, representando objetos

1.2 Linguagem e representação

1.3 Compartilhando os códigos

1.4 Teorias da representação

1.5 A linguagem dos semáforos

1.6 Resumo

2. O legado de Saussure

2.1 A parte social da linguagem

2.2 Crítica ao modelo de Saussure

2.3 Resumo

3. Da linguagem à cultura: da linguística à semiótica

3.1 O mito hoje

4. Discurso, poder e sujeito

4.1 Da linguagem ao discurso

4.2 Historicizando o discurso: práticas discursivas

4.3 Do discurso ao poder/conhecimento

4.4 Resumo: Foucault e representação

4.5 Charcot e a performance da histeria

5. Onde está o sujeito?

5.1 Como captar o sentido de Las meninas, de Velázquez

5.2 O sujeito da/na representação

6. Conclusão: representação, sentido e linguagem reconsiderados

Referências e Leituras

CAPÍTULO 2 - O ESPETÁCULO DO OUTRO

1. Introdução

1.1 Heróis ou vilões?

1.2 Qual a importância da "diferença"?

2. Racializando o "Outro"

2.1 O racismo como bem comercial: o Império e o mundo doméstico

2.2 Enquanto isso, lá nas grandes plantações

2.3 Significando a "diferença" racial

3. A encenação da "diferença" racial: "e a melodia demorou-se..."

3.1 Corpos celestiais

4. A estereotipagem como prática de produção de significados

4.1 Representação, diferença e poder

4.2 Poder e fantasia

4.3 Fetichismo e rejeição

5. Contestação de um regime racializado de representação

5.1 A inversão dos estereótipos

5.2 Imagens positivas e negativas

5.3 Através do olhar da representação

6. Conclusão

Referências e Leituras


© Não reproduza sem a autorização do autor