top of page
  • Arthur Ituassu

Milei o candidato Tik Tok

Veja e baixe o relatório completo.


As eleições presidenciais argentinas ocorrem em um período conturbado no país com uma grave crise econômica. Na última década, a confiança em relação ao governo nacional caiu entre os jovens de 18 a 34 anos de 30,6% em 2010 para 19,6% em 2022, segundo dados do Observatório da Dívida Social Argentina.


A crise econômica somada ao declínio de confiança da opinião pública na política tradicional abre espaço para a ascensão de novos atores políticos, como Javier Milei. Candidato à Presidência pela coalizão La Libertad Avanza, Milei representa o segmento de extrema-direita nas eleições argentinas. Ele ganhou destaque no embate público pela sua forma caricata e polêmica de se expressar, defendendo políticas controversas como o fim do Banco Central, a dolarização da economia e a venda de órgãos.

Defensor do anarcocapitalismo, Milei é formado em economia pela universidade de Belgrano e hoje é deputado federal. A campanha política dele se concentra no das mídias digitais, e o candidato alcançou 30% dos votos nas eleições primárias, no último 13 de agosto, à frente de Patricia Bullrich (17,2%) e Sérgio Massa (21,22%). Segundo a empresa de pesquisa Zuban e Córdoba, Milei tinha mais de 40% das intenções de voto entre os jovens entre 16 e 30 anos em julho de 2023 – um mês antes das primárias –, quase o dobro do seu rival mais próximo.

O objetivo deste relatório é analisar os discursos do candidato Javier Milei no seu perfil oficial do TikTok, mídia social de grande crescimento e amplo uso entre os jovens, faixa etária importante para o candidato. A análise considera os seguidores que Milei tinha em 04 de setembro e todas as postagens dele na plataforma até esta data.

Acesso ao relatório:


Opmerkingen


bottom of page